A transição do futsal para futebol de campo: Como entrar na base de um clube.

futsal

No Brasil, praticamente todas as escolas têm quadras poliesportivas e a prática do futsal é, praticamente, uma introdução do futebol às crianças.

É quase unânime que os grandes jogadores do futebol brasileiro dos últimos anos passaram parte de sua formação nas quadras e ginásios.

No artigo de hoje, vamos falar um pouco da importância do futsal para o jovem que quer se tornar jogador de futebol e o momento certo para sair do salão e ir para os gramados.

Antes, convido vocês a lerem nossos dois primeiros posts desta série sobre como entrar na base de um clube de futebol:

CLIQUE AQUI E LEIA NOSSO ARTIGO SOBRE PENEIRAS.

CLIQUE AQUI E LEIA NOSSO ARTIGO SOBRE AVALIAÇÕES.

Agora, sim. Vamos lá:

O futsal é um excelente formador de jogadores de futebol. O pensamento rápido, agilidade na tomada de decisão e controle da bola são algumas das características deste esporte tão tradicional no Brasil.

Nas escolinhas e pequenos campeonatos, os ginásios estão sempre cheios de observadores de grandes clubes de futebol. Aliás, vários destes clubes têm equipes de futsal de base para, justamente, captar os atletas e prepará-los para o campo.

Por isso, é importante demais proporcionar aos jovens a experiência de atuar no futsal desde bem novinhos. É um esporte lúdico e introdutório ao campo.

Se o seu filho já está atuando no futsal, a transição ao campo é um outro momento importante. Quando “abandonar” as quadras para se dedicar apenas aos gramados?

Isso varia de atleta para atleta, mas um cenário interessante é iniciar a transição entre 10 e 11 anos, mantendo os jovens no futsal e no campo – sempre respeitando a saúde física da criança.

A mudança não precisa de pressa. Há casos de atletas que jogam até mais tarde – 17 anos, por exemplo – no futsal e, mesmo assim, performa quando vai ao campo. Um exemplo é o lateral-esquerdo do Corinthians, Lucas Piton. Ele estava no futsal do clube quando, aos 17 anos, fez um teste no campo e passou. Hoje, faz parte da equipe principal do Timão.

O ideal é sempre estar em contato com os treinadores e preparadores físicos para manter um controle de carga. E, é claro, o mais importante: converse muito com o seu filho para saber o que ele está sentindo. Afinal, é a vida dele que está em jogo e por mais que os pais sempre queiram o melhor, nem sempre o melhor é o que os pais querem.

A TRILHA DO FUTEBOL tem mais orientações importantes sobre o assunto. No nosso canal do YouTube, você confere vídeos relacionados que podem ajudar você a guiar o seu filho da melhor maneira. CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CANAL.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Postagens relacionadas

Pin It on Pinterest

X